Como Economizar Energia Com Ar-Condicionado?

A cada dia que passa a terra fica um pouquinho mais quente. Nos últimos verões estamos sempre presenciando um novo recorde na temperatura. Por motivos assim o ar-condicionado passou de luxo a necessidade nos lares.

Esse aparelho se tornou um grande aliado na luta contra as altas temperaturas, ainda mais em um país tropical como o nosso Brasil. O único problema é que a conta de luz também acompanha os termômetros e continua subindo.

Pensando nisso, nós da MG Parts preparamos um post com 6 dicas que vão te ajudar a enfrentar o calor sem levar um susto quando a conta de luz chegar. Continue a leitura e confira!

1- Deixe o aparelho na temperatura correta

Muito é discutido sobre qual temperatura é a ideal para o aparelho. A maioria das pessoas sempre diz algo entre 20°C e 25°C, quem diz isso está quase certo.

O meio-termo dessa temperatura (23°C) é ideal para manter todos no ambiente confortáveis sem fazer o aparelho usar toda a força, o que gastaria muito mais energia.

Isso acontece em situações comuns no dia a dia, quando se chega em um ambiente e ele está muito quente. Normalmente, a pessoa que liga o ar-condicionado nessa ocasião coloca na temperatura mínima querendo que o lugar esfrie logo.

Mas isso é um erro grave. O aparelho vai trabalhar na mesma velocidade que em outras temperaturas, só vai usar mais energia para chegar no grau designado.

Por isso recomendamos deixar seu ar-condicionado em 23°C. Assim seu aparelho não usa tanta energia e o ambiente vai ficar agradável rapidinho.

2- Mantenha a manutenção em dia

Esse é um dos pontos mais importantes quando se trata de aparelhos eletrônicos. A manutenção correta do ar-condicionado ajuda não só na economia de energia, mas também previne futuros problemas.

Quando os componentes do aparelho estão funcionando corretamente, nenhuma parte precisará realizar esforço extra. Um exemplo bem simples é a troca dos filtros.

Se essa parte estiver bloqueada pela sujeira, o equipamento vai precisar fazer muito mais força para continuar retirando o ar do ambiente. Para isso ele vai precisar gastar ainda mais energia.

Por isso, a manutenção deve ser feita de forma periódica, assim é possível manter a qualidade do serviço e aumentar a vida útil do aparelho.

3- Use a tecnologia Inverter

Os fabricantes de ar-condicionado com essa tecnologia garantem que ela proporciona uma economia de até 60%. Mas afinal, como isso funciona?

É mais simples do que parece: o ar-condicionado tradicional tem uma função que fica desligando e ligando o motor quando necessário, para manter a temperatura.

Aparelhos com a tecnologia inverter não fazem isso. Eles também conseguem chegar na temperatura definida usando menos energia. Por isso vale a pena investir em um ar-condicionado com a tecnologia inverter.

E não para por aí. A empresa de aparelhos eletrônicos LG lançou em 2019 um ar-condicionado com a função Dual Inverter, que é pioneira no mercado e promete economizar até 70% mais que seus concorrentes.

Isso é possível graças ao compressor rotativo duplo que o aparelho tem. Ele garante maior estabilidade e alcança a temperatura definida mais rápido.

4- A função Sleep é uma grande aliada

Essa função é realmente útil e bem simples, na verdade. Quando ativada ela faz com que o ar-condicionado vá reduzindo a temperatura a cada hora.

Essa função “dormir” é muito prática e você deve ativá-la quando for fazer exatamente isso. Um detalhe interessante é que a temperatura do ambiente vai diminuindo gradativamente durante a noite porque a Terra vai perdendo calor.

Assim, essa função se torna ainda melhor, pois o aparelho vai fazer menos esforço durante a noite e, consequentemente, gastar menos energia, sem que o usuário perceba a diferença.

Quando for comprar um ar-condicionado, lembre-se dessa dica e procure um que tenha a função Sleep. Assim você garante um sono sem pesadelos com a conta de luz.

5- Tome cuidado com as infiltrações

Esse é um dos pontos mais negligenciados por quem usa o aparelho. Ele funciona basicamente retirando o ar quente do local em que está instalado, resfriando todo o ambiente.

Mas a presença de frestas na parede ou no teto podem atrapalhar o funcionamento do equipamento e aumentar muito o consumo de energia. Por isso, verifique o local da instalação e evite esse gasto desnecessário.

Outro detalhe é aquela parede que pega sol o dia inteiro e deixa o ambiente ainda mais abafado, dificultando o trabalho do ar-condicionado.

A dica aqui é plantar pequenas árvores nesse lugar para absolver os raios solares. Talvez você tenha que começar a varrer mais essa lateral da casa, mas temos certeza de que a economia da energia vai valer o esforço.

6- Confira a capacidade do aparelho

Por último, vale citar a capacidade do aparelho, que deve corresponder ao ambiente em que ele será instalado. A medida é feita em BTU, que vem do inglês e quer dizer Unidade Térmica Britânica.

Para calcular a quantidade de BTUs que o aparelho deve ter, basta multiplicar os metros quadrados do ambiente por 600 e adicionar mais 600 para cada pessoa que costumar ficar no local, além de +600 para cada equipamento eletrônico no local.

A capacidade do ar-condicionado deve ser superior a esse resultado para garantir a eficiência máxima.

Essas foram as dicas para aproveitar ainda mais seu ar-condicionado gastando menos. Se gostou, compartilhe com seus amigos e confira as 5 dicas que preparamos para economizar energia no inverno.

Essa é uma época totalmente oposta a que estamos abordando, mas que também aumenta bastante o valor final da conta. Até o próximo post!

Avalie post

Deixe um comentário